topbella

domingo, 9 de dezembro de 2012

Palavras silenciosas...


Oceano azul profundo...
chamando-me.
Canções das ondas que me mantém segura.
Céus tão profundos, não há fim.
A lua ainda dorme o leito das estrelas em mim.
Como eu posso ver através de seus olhos meu destino?
Eu caio aos pedaços.
Mas você sangra por mim.
Como eu posso ver através de seus olhos nossos mundos colidirem?
Abra seu coração, para selar nossa grande união.
Orações distantes, gravadas na rocha.
As palavras silenciosas que ainda serão ouvidas.
Como eu posso ver através de seus olhos meu caminho sem fim ?
Eu sinto seu amor
Mas você se distância de mim.
Como eu posso ver através de seus olhos nossos mundos se fundirem?
Abra sua mente, e navegue em seu subconsciente.
Corações distantes, cantando a mesma canção.
As palavras silenciosas que ainda serão ouvidas.
 

1 comentários:

Paulo Duarte disse...

Parabéns pelo blog, como posso ajudar na publicação do livro??? Vi no facebook de um colega advogado....

Postar um comentário

.

.

Simplesmente uma Borboleta